CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS

quinta-feira, abril 30, 2009

Haja o Que Houver

Haja o que houver... A Vida está aqui.

Há uma imensa melodia em mim, dentro de mim, que transborda, me conforta e me diz que "estou em casa". Esta melodia canta ininterruptamente, sem princípio nem fim...
A Vida é esta melodia, esta canção que nasce no peito e embala, acaricia e aquece a Alma.

Haja o que houver, Eu estou aqui. Eu posso (re)começar neste momento e criar, de novo, tudo aquilo que está gravado no mais profundo do meu ser: todas as histórias, aventuras, alegrias e escolhas felizes.

Haja o que houver, é bom estar aqui. É incrível, surpreendente e inesperado participar desta experiência, recordar quem sou e recordar todas as partes de mim que, aparentemente, se encontram espalhadas pelo mundo e se reflectem em cada pessoa que encontro.

Haja o que houver, é óptimo recordar que a Vida não se faz só de palavras, pensamentos e reflexões, mas ainda mais de actos, gestos e emoções, de contactos e encontros, de partilhas, de risos e lágrimas, do doce e do salgado... E no caminho do meio, passo a passo, descubro o terreno que escolho trilhar, a cada instante.

Obrigada Vida, Obrigada Sopro da Consciência.

Namastê

3 comentários:

GONIO disse...

Nunca fui grande apreciador de Madredeus, mas esta canção/música ganhou um significado profundo depois daquela experiência...
Nunca mais ao ouvi desde então, mas quando me lembro, arrepia...

Bjinho

Renata Pereira disse...

Esplêndido Susana, adorooooo Madredeus!!!

A letra é profunda na sua simplicidade e contudo me fez e faz refletir sobre diversas coisas desse mundo, da minha vida...

Bueno!!!

Abraços,
Rê!!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.